Páginas de nós dois. ♡

livro-amor– Deus mudou o teu caminho até juntares com o meu, e guardou a tua vida separando- a para mim! ♡

Há muito tempo não sentia vontade de escrever, não precisamente aqui, mais pegar a caneta e me deixar falar… mais a leveza em que me encontro hoje, me fez querer abrir um pouco o coração, e contar como talvez você tenha adentrado nele.
coisa que há algum tempo atras, pareceria coisa de outro mundo.

Não houve planejamentos, não houve sequer um pedido.. houve sempre uma amizade bonita, algumas lembranças de um passado, que talvez eu quisesse esquecer, mais que sua presença estava lá, algumas brincadeiras depois, mais nada que pudesse ditar algo além, ou que eu imaginasse…

Mais em um dia comum, uma mensagem deixada no canto do balcão, com palavras aleatórias jogadas ao vento, borradas por gotas de água, mais que fiz questão de guardar, o motivo nem eu sei dizer.
Um outro dia, um presente surpresa entregue  no meio da rua, na correria, mais que simbolizou muito mais que chocolates e um gosto bom, mas algo que tocou onde eu jamais imaginaria… talvez foi ali que meu coração sorriu pela primeira vez pra ti, mais não eu não percebi de imediato, e talvez só agora escrevendo essas linhas tenha entendido isso.

Mas acredito eu, que no primeiro momento em que te vi cantar, em um palco com tantas luzes apontando pra você, e você radiante, e eu perdida entre tantas pessoas, atrasada como sempre, mas você sorriu pra mim, de uma forma unica… que fez tudo ficar maior.
Mas sim eu tive medo, e não consegui ficar, fui embora sem ao menos me despedir, uma desculpa esfarrapada pra me justificar, mais guardei aquela lembrança dentro de mim.

Poucos dias depois, aconteceu o inevitável, de uma forma tão incrivelmente estranha, eu e você, algo tão sem sentido até então, duas vontades latentes dentro de mim, descer e fugir daquela sensação dentro de mim, ou ficar e entender tudo então que batia forte dentro de mim, foi incrível, e ao mesmo tempo me assustei…
Não parecia ser possível, e acredito que dentro de você também ficou assim.

Alguns dias sem se falar, uma fuga talvez, não sei … eu não conseguia entender.
Mas cada reencontro o afeto aumentava, e mesmo entre um olhar e outro, a gente tentando se negar durante algum tempo, tudo foi acontecendo de uma forma bonita.
Um leve toque nas mãos, um abraço com carinho, e um “volta logo” fez com o que o coração ficasse pequeno, com a ausência que viria durante alguns meses.

“Se cuida, tá!”
Talvez seja as três palavras que eu mais pronunciei (digitei, rs) durante esse tempo, e neste tempo, eu te encontrava dentro de mim cada vez maior, e mesmo que em silêncio, eu esperava ansiosa te ver chegar, e foi o abraço mais bonito que aconteceu, mas eu… não disse nada.

.
.
.

A gente se entende de um a forma tão peculiar, somos tão cúmplices, amigos, estabanados, distraídos, as nossas brincadeiras se completam, e minhas frases sempre terminam nas suas, que nosso “romance” acaba sendo cômico…

Hoje olhando tudo dessa forma, consigo ver como Deus trabalhou pra estarmos presentes um na vida do outro,  no momento em que ele tocou sua vida, e te fez ter esse amor imensurável por ELE, o meu coração sorriu, e não pude conter que uma lágrima rolasse, e foi ai que entendi que o presente veio no embrulho certo.
ELE não disse que seria fácil, mais ELE nos fez entender que sempre estaria ao nosso lado, e a cada dia que ele nos confirma isso, tudo aumenta de tamanho.

Você é meu presente de Deus!

.

.

.

Patrícia Oliveira 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s